sexta-feira, 6 de maio de 2011

Dublin por um canudo (fica tão longe…)


E prontos… ardeu a tenda.

E nem sequer foram precisas cavalgadas heróicas, jogadas mirabolantes, golos do outro mundo. Bastou uma cabeçada do Custódio (quem? Nem imaginava que ainda fosse vivo…) que saltou completamente solto em territórios que deveriam ser proibidos numa equipa que se preze, para derrubar o Benfica.

E que triste Benfica este… Sem chama, sem brio, sem garra, sem guarda-redes, sem defesa, sem avançados, sem magia no meio-campo, sem trabalho, sem futebol, sem nada… Este Benfica de Jesus é um Benfica de fim de linha que foi bom enquanto durou mas agora não é mais do que uma alma penada que vagueia sem destino. Faço votos sinceros que a direcção do clube faça um esforço para compreender aquilo que os sócios e adeptos já percebemos há muito: é tempo de mudar.

Para já, é tempo de mudar de treinador, quanto antes, que este já deu o que tinha a dar ao clube. Eu não acredito que os jogadores tenham desaprendido de jogar num ano e assim sou levado a crer que o grande problema do Benfica reside na questão motivacional. Mas alguém acredita que esta versão cataléptica do Jorge Jesus consiga dinamitar uma equipa para a vitória? Ele não consegue nem convencer uma velhinha a atravessar a estrada, quanto mais… Mas onde é que está o velho Jesus do ano passado, que gritava, que esbracejava, que “jogava” na linha como se estivesse lá dentro, que era mais um a empurrar o onze para a vitória? Desse… nada! Resta uma versão zombie de uma carcaça que se arrasta sem querer ou convicção. Sem estratégia, sem alma, sem nada! Já podes ir andando para o raio que ta parta!

Ninguém me tira da cabeça que o Pinto da Costa, quando o andou a namorar no Verão passado para ir para o Porto, me drogou o homem, ou pior! Foi à bruxa do Oliveira e lhe fez uma macumba. Deram-me cabo dele… Tadinho. Anda que também vais bem para a Turquia ou mais longe ainda, onde não haja câmaras de televisão e eu não te possa ver mais.

Depois é tempo de mudar de jogadores e eu aquele monte da merda daquele Cardozo já nem o posso ver, pá! Gastaste os bónus! Ardeste! Mas como é que podem chamar avançado a um cabide com pernas que me anda ali um jogo inteiro sem ganhar uma bola, sem fazer uma finta, sem esboçar um lance de ataque que seja, sem fazer nadinha? Irra, pá! Não há paciência… Foste!

Quem fizer a limpeza, faça favor de não se esquecer do resto que por lá anda a passear as chuteiras e eu até tenho medo de dizer quem porque às tantas não fica lá nenhum. É que o Coentrão vai-se embora, não sei se já sabiam…

Tenho para mim como certo que quando uma pessoa crê que há uma força divina que comanda a nossa existência, seja ela de que credo for, quando pede alguma coisa nunca deve pedir algo concreto mas sim o melhor para si e isto porque muitas vezes, tantas vezes, o que pensamos ser melhor para nós pode não o ser. Quantas vezes a vida nos dá provas disso? Por isso mesmo, não sei se serve de prémio de consolação mas acreditem que o Braga nos fez um favor. Este Benfica estava talhado para chegar à final e vir de lá com a canastra cheia, com uma humilhação daquelas que demoram gerações a sarar e nunca mais se apagam da história. Este Benfica estava mesmo a meter-se a jeito para apanhar meia dúzia ou mais, num escândalo ao jeito do de Vigo.

Acreditem que é melhor assim. Prá puta que os pariu! Eles deviam era ter levado uma surra no balneário. Ter lá 5 ou 6 maduros no final do jogo com um chicote e espetar-lhes uma tareia à antiga. Cambada de cabrões! Eles nem sonham o que nos fazem sofrer.

É claro que perante tanta apatia, tanto laxismo, nem a sorte quis ajudar e até as bolas que podiam ter decidido o jogo morreram no poste. O destino não quis nada connosco.

Eu, para esta época estou vacinado. Não faço intenção de ver nem mais um jogo e vou pedir ao menino Jesus que na próxima época me meta uma equipa novinha no sapatinho, com um técnico em condições e tudo que isto quem não chora, não mama.

Fico sinceramente feliz por ver duas equipas portuguesas na final da Liga Europa e acho que ambas merecem tanto lá estar que nem consigo torcer por uma em detrimento da outra. Todos nós sabemos que o Braga não vai ter tarefa fácil porque este Porto está demolidor e tem mais estofo de Champions do que de outra coisa qualquer, mas um jogo é um jogo e qualquer um pode ganhar. Faço votos que seja um jogo limpo, bem disputado, sem casos de arbitragem, e que honre o nosso melhor futebol.

Eles que festejem e façam a festa que eu cá vou ficando enfiado no sofá a roer-me de inveja.

Ai… que dói tanto… tanto… tanto…


PS: Tenho de ligar ao Bono e à rapaziada a dizer que já não vou… Chuinf…

3 comentários:

Clarimundo Lança disse...

Se corrupção é correr mais que o adversário, jogar mais que o adversário, ter jogadas estudadas, saber como jogam os adversários, etc, etc,. No fim ser profissional digno das cores que se representam então eu quero o meu SLB lider na corrupção. Agora andarmos constantemente a dizer que fomos roubados, que eles compram os jogos, e depois vemos que eles é que ganham e com toda a justeza e por números claros e a fazer inveja até a quem os odeia. LFVieira tá na hora de enrolar a trouxa e zarpar.....

Helena Barreta disse...

Gostava muito que o Sporting de Braga ganhasse, ou não tivesse ele no nome o meu clube. Mas parece-me que o F.C.Porto não vai deixar passar esta oportunidade.

Melhores dias virão para o seu Benfica.

Um abraço

manuel disse...

Pedro Sobreiro penso que seja o filho da minha prima Alzira e como tal nao e por isso que podia deixar de estar de acordo e sofrer como todos os benfiquistas que se prezem como tal aguardemos pela remodelaçao destas mentalidades um abraço de um benfiquista