sexta-feira, 16 de abril de 2010

Top Disco: Dead or Alive – “You Spin me round”


Perguntam-me muitas vezes por aí: “Então andas bom?” e eu geralmente respondo com um chavão adaptado à situação. Eis alguns:

“Vou tirando, como dizem os espanhóis”;

“Quando mal nunca pior…”;

“Cá vou marchando, com a cabeça entre as orelhas”;

“Rijo e valente”;

“Sempre na ponta de unha”, e por aí fora.

O mais utilizado neste último ano, tem sido o “se ando bom? Com o Benfica a jogar desta maneira, tenho de andar belíssimo!”.

E é mesmo verdade. Com o Benfica a jogar assim, até o país parece outro e eu também ando satisfeito. Relativizo os problemas e as más disposições, agarro-me ao que me dá alegria.

Como o ambiente é de festa e já é Sexta-Feira, recupero uma rubrica do meu blogue na qual depositei grandes esperanças mas que acabou por não vingar à primeira: o Top disco, o espaço que pretende fazer uma homenagem aos programas de videoclips do meu tempo, revelando pérolas do passado.

Para hoje deixo-vos um tema que é um dos meus favoritos de sempre: “You spin me round”, dos Dead or Alive. Tenho até impressão que já por aqui me referi a ele, mas nunca é demais realçar a sua genialidade. Esta música tem em mim um poder sobrenatural porque assim que ouço os primeiros acordes, esteja eu onde estiver, perco o controlo do metabolismo e tenho de começar a dançar. À parolo, de preferência!

Por vezes os vídeos não estão à altura dos temas. Neste caso, o casamento é perfeito.




“E porque é que gostas tanto desta música/vídeo?”, perguntam vocês em coro, pequenada, sentados à volta da fogueira. “Não sei!”, respondo eu, mas posso tentar dar-vos umas pistas:


Para começar adoro os sintetizadores da entrada, o truque da câmara com a bola de espelhos e a pose do man. Adoro que esteja vestido com um robe, roxo ainda por cima. Escusado será dizer que o penteado me parte todo e que o facto de estar emoldurado como se fosse um quadro, o torna uma obra de arte imediata. Adoro como ele começa a dançar com as mãozinhas e o jogo de ancas, adoro a venda à pirata, adoro que a banda apareça atada e a girar como um disco, adoro o broche ao pescoço. Adoro a coreografia dos braços e as unhas gigantescas. Adoro tudo.

Fogo! Anos 80, bebés! Clássico!

Quem é que resiste a isto?

Tudo para a pista de dança! Já!

2 comentários:

Catarina disse...

E pensar que houve uma vez em que a Lena quase conseguiu gravar tu a dançares esta música.
Tinha ficado um belo vídeo, quase tão bom como o original

Manuel disse...

http://apipocamaisdoce.blogspot.com/

Essa Imagem não é da sua autoria?