segunda-feira, 17 de maio de 2010

Direito à prova oral

"Ó setôra: Já tocou prá entrada?"


O nosso Portugal é mesmo só um país a brincar, cheio de invajosos, de gente pequenina, maldizente, mal formada, de mau carácter… epáááá!

Então… digam lá se dá para acreditar nisto que fizeram à setôra de Mirandela… A pobre… Escorraçarem a piquena para o arquivo municipal só porque a apareceu assim meio despidota num ensaio da Playboy… Ehhh… Que crime! E ainda por cima na Playboy! Nem isso lhe valeu! Se fosse na “Gina” ou na “Tânia”, ou na “Weekend Sex”… bem… deviam de matá-la… cortavam-lhe o pescoço (tão rechonchudinho…) ou queimavam-na numa fogueira no adro da Igreja, de certeza…

Mas qual liberdade? Isto não há é liberdade ninhuma! Então uma moça jovem, cheiiinha de saúde, com um aspecto do melhor que há, já não pode tirar umas fotos com uma amiga e um Lulu e estar descansadinha? Ohhhh…

É o que eu digo: é só invejosas! Como não conseguem ter aquele corpinho de ninfa, atiram-se a ela e não descansaram enquanto não enfiaram a cachopa no meio dos livros velhos, cheios de caruncho e ácaros, a ver se apanha bolor e fica assim toda flácida como elas, cheias de peles.

Eu se mandasse nesta merda, dava-lhe já um subsídio vitalício do Ministério da Cultura, só pelo arrrojo (há por aí gajos a mamarem mais e a mostrarem muito menos servicinho, tipo bailarinos e pintores da tanga…) e mandava uma tropa de elite resgatá-la que aquilo é gente que não merece nada!

É assim! Em vez de se promover o que é bom, onde as pessoas devem de meter os olhos, não! É só cinzentismo, só tristeza. Nosso Senhor devia de castigá-los e mandar para lá uma velha para a substituir. Uma velha daquelas que só têm um dente à frente, com bigode e as pernas cheias de cabelos da grossura de cordas, toda vestida de preto, com umas meias brancas, de socas e a cheirar a peixe! Assim é que eles ficavam contentes. Cambada…

Agora pergunto eu: a piquena dava aulas de quê? De MÚSICA, POIS CLARO! Que outra disciplina poderia ser? Música! Ela deve de saber tanta música… deve dar tanta música... A ser outra disciplina… só se fosse línguas…

Tenho pena dos cachopinhos... Todos desertinhos que chegassem as 3 da tarde para irem a correr para a actividade EXTRA-CURRICULAR do Bruninha, aprenderem a tocar pífaro ou zabumba… e tiram-lhe assim o rebuçado… Malvados…

E os pais? Agora que se ofereciam todos com um voluntarismo nunca antes visto para irem buscar os catraios à escola… acabaram-lhe com o frete. Agora que já estavam habituados a andar à pancada para ver quem ficava com os lugares da frente na entrega das notas… Tadinhos… Acabou-se o que era doce. Olha, paciência.

Mas a Bruna está safa. O que vale é que ainda vai havendo por aí gente de bom senso e não me admira nada que lhe chovam convites… de emprego e outros diversos.

Eu, como bom aluno que sou, li a revistinha deste mês de fio a pavio e já a tenho arquivadinha com especial carinho na minha colecção privada da publicação. Oh que regalo… Ali irá permanecer, à espera quem sabe… de um autógrafo.

Com a Bruna, não há aluno que não falhe no exame escrito de propósito para ir à oral!

Valente!


Ele há cãezinhos criados com tanta estimação... Béu, béu



Classificação: Aprovada com distinção!

1 comentário:

Conceição Barreta disse...

Mas depois somos muito liberais, ai Portugal Portugal,e os falsos moralistas e as beatas de Mirandela como as mães de Bragança,também é proibido fumar nos aviões e o nosso primeiro-ministro nem pagou a multa, e mente,aumenta impostos, enfim tanto haveria para dizer,um bem haja por escrever assim......