terça-feira, 10 de julho de 2007

What I’ve done!

Sou fã do Professor Sagan.

Quando era puto, vi o Cosmos e apaixonei-me pelo espaço sideral.

Sou fã devoto.

Aprendi num programa que há por aí uma sonda qualquer que navega pelos confins do Universo com uma mensagem nossa, dos terráqueos, como eles nos chamavam no Star Trek. Segundo sei, num disco inviolável seguem umas imagens que explicam a nossa natureza, localizam o nosso planeta, demonstram a nossa forma de reprodução e o nosso propósito enquanto vivos e tem também o Satisfaction dos Stones. O Satisfaction, meus amigos, essa pérola deslumbrante da nossa civilização, nascida das cabecitas loucas e drogadíssimas do Jagger e do Richards. Concebida à luz das quantidades astronómicas de droga que aqueles dois mamaram nos 60 e nos 70, que melodia e que letra tão bonita para nos revelarmos ao desconhecido.

Cá pra mim, proponho um upgrade da era Internet. Chamava o embrulho de volta e metia lá o último vídeo dos Linkin Park. Muito, muito bom. “Que fiz eu?”, dizem eles, neste balanço negro da nossa inconsciência. Acho que tem mais a ver e no fundo temos de ser sinceros para quem não conhecemos. É bonito? É!


Ora vejamos bem: repressão racial, 11 de Setembro, catástrofes ambientais, fome, trânsito, poluição, contadores digitais, espécies em extinção, incêndios, belíssimas imagens do mundo animal, muita fome e desertificação, pilhagens em Los Angeles, a maravilha Stonehenge, o Taj Mahal, as Pirâmides de Gizé, o Parténon. Madre Teresa, Kennedy, Ghandi, Mao Tsé Tung e Lincon. Estaline, Fidel Castro, mísseis, Ku Klux Klan, manifs, Hitler e Saddam, testes nucleares. Vietnam, degelos, as torres gémeas feridas de morte, um óvulo, um feto, um recém-nascido, um bebé, uma veia, um chuto de cavalo, uma rosa a murchar, um pinguim, um navio encalhado. Chernobyl, marés negras, um cogumelo atómico, crianças com bandeiras, crianças com armas. Auschwitz, um deserto, vegetação a crescer, muita atitude, muitos óculos escuros, muito cabedal negro, muita inteligência, muito rock’n’roll, muita esperança na arte e na juventude e um dos melhores vídeos de sempre.

Power On, boys!

10 comentários:

Anónimo disse...

Ouve lá ó meu, tas ta passar ou quê?
Atã a malta preocupada ca falta de cobres; as obras de Marvã que nunca mais acabam e chateiam o presidente; a fêra dos comes e bebes das tascas do concelho e das côsas antigas das ôtras terras, porque o nosso concelho nã apresentou nada, ainda por cima na portage; os dinhêros da cee que tardam em aparecer e nós sem projectos para os aplicar; o campo de gôlfe naquela miséria e vergonha; o terreno pras fabrecas e casas que tarda em aparecer e se aparecer a terra já nã tem pessoas e tudo há-de sobrar; o socratas caquelas manias da centralização e de fechar o país do norte para sule, através dum merediano ( uma espécie de “tratado do ostracismo), com tudo o que fique a oriente de Chaves e Beja (o all garve nã conta), e a querer fazer de nós, constantemente parolos
(tivéssemos a presidente o primo jorge que já o teria demetido, pois por metade, mandou ele à fava o primo santana) …e Tu andas nesse devaneio dos et”s e musecas bárbaras…ó meu rapaz (desculpe Dr. Pedro), desce ao portogalo profundo, à terra e deixa-te dessas sonhadêras intelectuales.
Antes o princípio filosófico da “nossa terra”, que diz:

Anónimo disse...

"O FADO É QUE INDUCA E O VINHO É QUE INSTROI"

( Esta frase pertence ao comentário em epígrafe)

Anónimo disse...

Pedro, que realmente te estás a passar não tenho duvidas... mas só por continuares a lutar contra moinhos e pseudo cavaleiros andantes, não és o D.Quixote e provávelmente não tens um Sancho Pança. Não te esponhas desta forma, porque já existem meia duzia de Torquemadas para te atar ao pelourinho e seres apedrejado pelos Fariseus.

Anónimo disse...

Exponhas e não esponhas burro

Pedro Sobreiro disse...

E pronto! Mais cedo ou mais tarde ela tinha de se dar. Eu até já tinha previsto no post anterior, mas acabou por ser logo neste.

E aqui acabou por dar à costa um dos répteis asquerosos que escondidos sobre o manto cobarde do anonimato, semeiam calúnias e acusam sem dar a cara.

Já fui confrontado com eles noutras paragens cibernéticas e nunca respondi. Acho que não merecem. Isso é descer ao nível onde vivem.

Mas era o que mais faltava ter que levar com eles na minha nova casita. Nem pensar!

E assim, peço desculpa mas a partir de agora, aqui só fala que tiver um rosto, uma cara, um nome. Até pode ser para dizer mal, para não concordar nada, para me ajudar a mudar de opinião, para enriquecer a discussão.

Vermes é que não!

Faz-se como nos cafés… não se deixa entrar os maus frequentadores, que estragam a clientela e afastam os habituées.

Este palermita que até a linguagem disfarça para não ser reconhecido e deixa o rabo de fora (elementar!) é daquela estirpe que no anterior executivo sujou com excrementos de vaca a porta da Câmara que é de todos nós.

Custa-me que no meu concelho exista este tipo de gente, capaz de chegar a estes extremos, mas que havemos nós de fazer? Não os podemos escolher.

Mas já agora, aproveito e desabafo dizendo que de todas as dificuldades por que tenho passado nas minhas funções autárquicas, uma das que mais me custa é ter de ouvir quem não quero, é ser acusado, difamado, falado sem me poder defender. É estar amordaçado pela responsabilidade da minha função pública.

Cobardes como este que veio para aqui armado ao pingarelho, não mereciam outra coisa senão dois murros nos cornos daqueles à taberneiro, assim bem assentes, de alto a baixo, para aprender a ser homenzinho e a ter a elevação e a não se esconder para poder difamar à vontade.

Pobrezinho.

Em frente pessoal! Que destes fracos não reza a história.

John The Revelator disse...

MAI NADA....
Mas anda tudo maluco?!?!?! Dass, sempre pensei que isto fosse um blog pessoal. Mas a cada post que se escreve tem que vir comentarios sobre a camara, e as obras e o *A*A*LHO!!!!
Já agora, não acho que o video seja do outro mundo, apesar da mensagem. Abraço

Miranda disse...

Então camarada, estou a ver que te apareceu aqui um vírus anónimo, cheio de ansiedade intelectual e com deficiência na escrita. Descontrai. Deus não dá ouvidos a zurros. Ri-te também porque é a melhor maneira de espantar os tolos.
Os Sound são fixes e os Linkin também. O mundo está cheio de músicas boas. E está fácilimo encontrar tudo, até o mais antigo.
Grandes descobertas desta noite, no Youtube: Led Zeppelin-Starway to Heaven, M.I.A-Bird Flu, Bauhaus-Telegram Sam, Lhasa-El Desierto, Artic Monkeys-Brainstorm. Autênticas obras de arte, que o Berardo nunca poderá comprar.
Fica bem. Uma abraço do
Jaime Miranda

maria disse...

Pedro, em primeiro lugar quer felicitá-lo por este espaço. Não temos grande intimidade, mas porque me foi apresentado num dia “bonito” (para mim), que certamente nunca esquecerei, não por você, mas por um amigo comum, atrevo-me a entrar assim em “sua casa”, esperando poder acrescentar algo a esta “tertúlia”, mais ou menos intelectual.

"Os touros pegam-se pelos cornos", diz o povo e o outro participante que ás vezes aqui vem desabafar, têm razão...
Há que os receber bem de frente e aceitar as cornadas que eles nos queiram dar, e aguentarmo-nos com elas, pois o povo também diz que "quem anda á chuva molha-se"; desta vez foi o Pedro, mas também não nos devemos esquecer que "cautela e caldos de galinha, nunca fizeram mal a ninguém" e por vezes precipitamo-nos ao disparar os dardos e falhamos "redondamente" o alvo!
O Pedro que tão ávido é, a desancar, em tudo o que o contrarie, pessoas e instituições (faça um exercício de retrospecção e leia os artigos que escreveu), parece que lida mal com as críticas, quando se dirigem à sua pessoa ou à instituição que representa (será que ambos são exemplares?), há que ter cuidado pois o povo também diz que "os amigos são para as ocasiões" e como tal há que saber ouvi-los dizer Sim ou Não, dependendo da ocasião. Alem disso, o humor também faz parte da nossa cultura e do nosso dia a dia, sem humor vive-se sem graça e, muito sinceramente Pedro, o "c'mentário alen´'jano tava ingraçado,tava sim senhore! Imagine vossemecêi quêl tava im marvanense, iss'é que seria 'ma risota, hãe...?"
Beijinho para si, para a “menina dos seus olhos” e não se deixe abater, ponha um sorriso nos lábios, como recomenda o Jaime, verá que já entende o comentário de outra forma e guarde essa agressividade, pode fazer-lhe falta mais tarde…

Portagem disse...

Deixe lá... também ja fui afectado por este tipo de comentários e tive solução apesar de me acusarem ("indirectamente") de ditador os "retirar" a "liberdade de expressão" aos anónimos que abusam do espaço de comentários. Para eles volto a dar a mesma sugestão que dei no meu blog: criem um blog próprio para poderem libertar o que vai na alma que eu depois passo por lá para deixar alguns comentários e logo veremos quanto tempo resiste.

Cumprimentos
O administrador do PortagemBlog

joao carlos disse...

sao uns cobardolas!!!! Assumam-se, de uma vez por todas.
Atitude digna do menino Pedro.Força