sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Translating (nota do editor: traduzindo)

Post dedicado à mulher que amo



Este blogue é poderoso. Pensar que quis acabar com ele é desolador. Como é que fui capaz?!?!

Eu também vivo aqui. Por aqui chego a quem quero. Isto vale muito mais que um livro, uma revista ou outra publicação qualquer. Isto vale muito. Isto vale-me a mim. Quanto mais não seja, vale por isso.

Há muito tempo que ando a querer explicar à minha Leonor a importância que tem em se perceber a língua inglesa quando se gosta de música. Quando se compreende o inglês, a música ganha outro sentido porque a mensagem que ganha terreno à musicalidade.

O inglês que sei aprendi-o muito pela música e pelos filmes e por nada ser dobrado em português. A dobragem torna as pessoas cómodas, egoístas, fechadas, lazeirentas. O cérebro pára, só consome. Enquanto a legendagem nos faz estar permanentemente a dobrar a nossa própria língua. A ver os erros, a corrigir. O cérebro está sempre a trabalhar em dois caminhos, em duas vertentes, em duas pistas.

O inglês aprendi-o por mim. Os meus pais nunca me ensinaram a língua inglesa porque nunca souberam para eles, quanto mais. A minha mãe dá uns toques mas limitados. O convencional. Quanto ao meu pai, os únicos toques que dava era na bateria Ludwig igual à do Ringo Starr e na viola. Inglish? No, Só de praia!

Chegado ao ciclo preparatório, a língua estrangeira de escolha foi a francesa, considerada a segunda, desde o tempo da minha mãe, quando a cultura francesa tinha muita força. A minha geração foi a de confirmação de viragem para a língua das terras de sua majestade. O inglês que é a língua universal, a maior do globo, a mais falada, à frente do castelhano e do chinês que só é percebida pelo raio dos “amarelos”.

Aprendi o inglês tão bem na vida que cheguei a ser professor da língua inglesa na Guarda Nacional Republicana, onde ensinei o idioma a centenas de alistados durante três anos. Tirei o curso, não tinha emprego e tinha de me desenrascar, ganhar dinheiro para dar alegria à minha vida. Não tinha habilitação própria mas como tinha muitos anos de inglês, incluindo na universidade, desenrascava. Vim-me embora porque aquilo não era certo, já estava casado e tinha de me virar por mim. Como os contratos eram anuais, revalidados em Dezembro e o Natal era sempre incerto e angustiante em vez de ser tempo de família e de paz, decidi sair, por mim. Para grande pena dos meus superiores lá que gostavam muito de mim. Como sou bom rapaz, educado, respeitador, deixei marca. Ainda alguns quando me revêem me tratam por professor. E eu gosto. J

Há dias traduzi em direto e no momento esta música dos Coldplay. A Leonor estava a ver o vídeo na MTV e eu expliquei-lhe no momento, a importância de se compreender o inglês. Não traduzi tão bem como aqui está agora, mas passei as linhas gerais. Um misto de emoções atropelaram-me nesse instante. Isto não é apenas uma música. Isto é um hino à vida. Um hino dos Coldplay que conseguem ser brilhantes quando são assim simples e desarmantes. Quando acabei de traduzir isto à Leonor, eu que quase morri de um estúpido acidente de Vespa, senti-me tão bem por lhe conseguir passar esta mensagem à filha já adolescente que comecei a chorar. Não foi um pranto, mas um choro contido, de glória, com as lágrimas a correrem-me cara abaixo, em silêncio como na música.



Quando tentas o melhor mas não consegues,
                                                   When you try your best but you don't succeed,
Quando alcanças o que queres mas não o que precisas,
When you get what you want but not what you need,
Quando te sentes tão cansada mas não consegues dormir,
When you feel so tired but you can't sleep,
Presa em voltar atrás,
Stuck in reverse

E as lágrimas correm-te pela cara abaixo,
And the tears come streaming down your face,
Quando perdes alguma coisa que não consegues voltar a pôr no lugar,
When you lose something you can't replace,
Quando amas alguém mas deitas fora,
When you love someone but it goes to waste,
Poderá ser pior?
Could it be worse?


As luzes irão guiar-te a casa,
Lights will guide you home
E fazer-te mexer,
And ignite your pulse,
E eu irei tentar arranjar-te.
And I will try to fix you.


E lá bem alto ou muito em baixo,
And high up above or down below,
Quando estás tão apaixonada para o deixar partir,
When you're too in love to let it go,
Mas se nunca tentares, nunca irás saber,
But if you never try you'll never know
Quanto realmente vales
Just what you're worth


As luzes irão guiar-te a casa,
Lights will guide you home,
E fazer-te mexer,
And ignite your pulse,
E eu irei tentar arranjar-te.
And I will try to fix you.


Depois desafiei a Leonor para traduzir uma música das que ambos gostamos e agora passam muito na rádio. Junta o vocalista dos Fun e a Pink que agora está em grande e em todas as frentes.

O resultado que vem a seguir, com o vídeo e a tradução feita por ela surpreendeu-me. A tradução é mesmo dela e é bem feita. Tinha uma série de músicas que lhe queria pedir para traduzir. Mas para uma miúda de 11 anos, passou com tanta distinção e feeling musical que rebentou com as que se músicas que se seguiam. Traduziu a música melhor que a mãe que é técnica superior de turismo. Não sabe tanto de inglês mas soube procurar e já vai sabendo mais de música e poesia. Não valem a pena mais traduções. Passaste Leonor. E com distinção!



Desde o princípio,
Right from the start
Eras um ladrão,
You were a thief
Roubaste o meu coração
You stole my heart
E eu… (não traduziu o resto da frase “your willing victim” porque não sabia traduzir. Viu no dicionário e não conseguia perceber. Deixou em branco. Prova que a tradução é mesmo verdade, feita por ela, como ela me jurou, olhando-me para os olhos e eu acreditei nela. Como sempre acredito quando lhe olho para os seus olhos)
And I your willing victim
(Traduz o pai)         E eu, a tua vítima voluntária

Deixei-te ver as minhas partes
I let you see the parts of me
Que não eram tão bonitas
That weren't all that pretty
E com cada toque tu arranjaste-as
And with every touch you fixed them

Agora tu tens falado a dormir
Now you've been talking in your sleep, oh, oh
Coisas que tu nunca me disseste
Things you never say to me, oh, oh
Diz que já tiveste o suficiente
Tell me that you've had enough
Do nosso amor, nosso amor
                                                                                                   In our love, our love

Dá-me apenas uma razão
Just give me a reason
Apenas um pouco é suficiente
Just a little bit's enough
Apenas um segundo quando o partido está apenas dobrado
Just a second we're not broken just bent
Para podermos voltar a amar
And we can learn to love again
Está nas estrelas
It's in the stars
Está escrito nas cicatrizes dos nossos corações
It's been written in the scars on our hearts
Nós não estamos partidos mas apenas dobrados
We're not broken just bent
Para podermos voltar a amar
And we can learn to love again



Desculpa não estou a entender
I'm sorry I don't understand
De onde está a vir isto tudo
Where all of this is coming from
Pensei que estávamos bem
I thought that we were fine (Oh, we had everything)
A tua cabeça está num caos outra vez
Your head is running wild again
Minha querida ainda temos tudo
My dear we still have everythin'
E são só coisas da tua mente
And it's all in your mind (Yeah, but this is happenin')

Tu tens tido pesadelos horríveis
You've been havin' real bad dreams, oh, oh
Tu costumavas deitar-te ao pé de mim´
Used to lie so close to me, oh, oh
Não há mais do que lençóis vazios
There's nothing more than empty sheets
No nosso amor
 In our love, our love


Just give me a reason
Dá-me apenas uma razão
Apenas um pouco é suficiente
Just a little bit's enough
Apenas um segundo quando o partido está apenas dobrado
Just a second we're not broken just bent
Para podermos voltar a amar
And we can learn to love again
Está nas estrelas, está escrito nas cicatrizes dos nossos corações
You're still written in the scars on my heart
Nós não estamos partidos mas apenas dobrados
You're not broken just bent
Eu nunca parei, para podermos voltar a amar
I never stopped, and we can learn to love again


Our tear ducts can rust
Vou arranjar isso para nós
I'll fix it for us
Nós estamos a ganhar pó
We're collecting dust
Mas o nosso amor é bastante
But our love's enough
Tu estás a segurá-lo
You're holding it in
Tu estás a servir uma bebida
You're pouring a drink
Não, nada é tão mau como parece
No,nothing is as bad as it seems
Vamos dizer a verdade
We'll come clean

Tradução de Leonor Sobreiro de 11 anos
(nota do pai, editor e dono desta taberna virtual): às vezes parece incrível mas é verdade, verdadinha, verdadeira) 

3 comentários:

zira disse...

É um orgulho de neta. Com uma sensibilidade própria dos que têm coração.

Helena Barreta disse...

Parabéns, Leonor.

Ainda para mais escolheu uma canção linda.

Bom fim de semana

Um abraço

Sandra Rolo disse...

A Leonor tem um excelente gosto musical, além de ser uma excelente tradutora. Parabéns!!!