quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Para a África do Sul… em força e já!

Heróis do Mar, nobre povo, nação valente e imortal!
-
-
Eu nunca tinha visto nada assim na minha vida… num jogo de futebol entre duas nações, uma assistência em peso a assobiar o hino nacional e a desrespeitar um país com quase 10 séculos de História.

Aqueles cretinos, aqueles anormais, bárbaros, imbecis, tiveram o que mereceram: uma vitória clara e dominadora dentro das quatro linhas que os deixou a pé.

Todo o mal que lhes aconteceu foi merecido e da minha parte, pior haveria ainda de ser e eu pergunto-me como é que a FIFA tolera que gentuça de terceira possa competir em igualdade de circunstâncias com outro países civilizados.

Uma autêntica vergonha! Bichos que não se governam nem se deixam governar e isto para já não falar nas agressões directas dos adeptos aos juízes da partida. É de bradar aos céus!

E temos nós militares e forças de segurança a apoiá-los. Eu tenho cá uma ideia de como é que se deveriam tratar…

Nós, os portugueses, fomos bravos e guerreiros. A forma como o Bruno Alves e o Eduardo cantaram “A Portuguesa” foi de arrepiar. É dessa massa que nós somos feitos! Guerreiros no espírito, lutadores na atitude, determinados e combativos nos passos que damos.

Hoje, estamos TODOS de parabéns! Queiroz, os nossos infantes e todos os que têm sangue luso a correr nas veias.

Viva Portugal! Mesmo!

PS: Ainda fui a tempo de ver o prolongamento do Play off entre a França e a Irlanda. Uma roubalheira desgraçada. Henry ganhou uma bola com a mão na área adversária, de forma clara e inequívoca, e fez o centro para o golo. O árbitro nada viu ou fez que não viu e nem os protestos desesperados dos irlandeses o convenceram. O francês rejubilou com os colegas e o estádio ficou ao rubro. O Henry até podia ser o melhor jogador do mundo mas para mim não passa de um verme nojento, um mercenário que não sabe respeitar a beleza e a nobreza do jogo. Um mentiroso. Um falso. Um bandido e todo o mundo o sabe e pode agora comprovar com as imagens. Não era um jogo entre equipas. Era um jogo de selecções. Um jogo onde a honra e a diplomacia contam. No mínimo, em vez de se vangloriar, deveria ter pedido desculpa aos adversários e a FIFA deveria de mandar repetir o jogo. Mas será que ainda não se convenceram que é URGENTE colocar juízes perto das balizas e a alta tecnologia ao serviço da arbitragem em lances duvidosos?!?!? Por Deus… acabem com esta farsa já!

Se eu mandasse na Irlanda, ordenava hoje mesmo a invasão da Gália aquela.

Quanto a mim… nunca mais compro gilettes daquelas que o gajo vende nos anúncios.

Cabrão!

PS2: Mesmo agora vou ligar ao Mandela para que me reserve o quartinho lá dos fundos. Estou lá!


PS3: Para comemorar… um videozinho mesmo a propósito, dedicado a todos os meus clientes!
Grande som! Yeeeeeeeeesssssssssss!


2 comentários:

Artur Sequeira Portela disse...

Aqui ficam outros bravos guerreiros que vestem as cores de Portugal:

http://www.youtube.com/watch?v=Oi0l3bx3gOc&feature=related

Abraços.

Clarimundo Lança disse...

Este é mais brutal:

http://www.youtube.com/watch?v=gQ2Wngpa69M&NR=1