domingo, 24 de janeiro de 2010

Bruno Aleixo a Presidente!


Para mim, o humor de Portugal já não é do Herman que um dia foi grande, nem dos Contemporâneos (um bluff tremendo!), nem da maioria das Produções Fictícias, nem do pessoal do “5 para a meia-noite”, nem do Rui Sinel de Cordes, nem dos Gatos Fedorentos que se venderam ao mainstream…

Safam-se o suplemento “Inimigo Público” às sextas (sempre brilhante!), o Aldo Lima, um bocadinho do Nilton (que às vezes até tem umas teorias bem esgalhadas), o Rouxinol Faduncho que está um boneco muito engraçado, o Filipe Homem Fonseca e… o Bruno Aleixo.

O Bruno Aleixo é o rei indiscutível do Humor em Portugal. Ninguém me faz rir como o Bruno Aleixo e na maior parte das vezes é um rir apenas por dentro mas que me deixa sempre muito bem disposto.

E perguntam os mais distraídos: mas quem raio é o Bruno Aleixo?!?!?!?

O Bruno Aleixo é uma espécie de Ewok. Ou melhor, uma pessoa em formato Ewok (Alô fãs das Star Wars!). Diz que “tem objectivos na vida, uma vida que se pode dizer porreira, os dois dos melhores amigos do mundo (o Busto e o Nélson) e pessoas de família”. Já fez 52 anos, possui carta de condução de ligeiros e tem a situação militar regularizada.

O Bruno Aleixo é de Coimbra e tem um programa onde disserta sobre tudo e mais algumas coisa com um busto do Napoleão que é a sua grande companhia. Começou na SIC Radical (claro!) e agora substitui (em boa hora!) a rubrica mais que batida do Nuno Markl na Antena 3 depois de este ter rumado de armas e bagagens para o colinho do Pedro Ribeiro na Comercial. O Bruno fala todos os dias às 8.20h e às 9.20h e é mesmo a não perder. Quem não tiver oportunidade de ouvir logo pode sempre fazer como eu e a minha pequena que nos sentamos ao serão, agarrados ao computador, a ouvir os programas que estão on line no blogue oficial, ao qual podem aceder clicando aqui.

As eleições presidenciais aproximam-se a passos largos e eu já não vou tendo pachorra para o Ti Aníbal e muito menos para a poesia do Alegre. Estava capaz de começar um movimento como fizeram no Brasil com o macaco Tião e começar a recolher assinaturas para candidatar o Bruno. Um gajo viver num país com um presidente destes… era alegria para desculpar tudo o resto, caraças!

Bruno… TU ÉS GRANDE!




4 comentários:

John The Revelator disse...

O Bruno é grande. Acompanho desde o inicio na Sic Radical, e tenho os programas todos da Antena 3 no pc para ouvir até cair. O Bruno é filho do Blog "Olhe que não Shôtor! Olhe que não!", que foi das melhores coisas que já apareceram na net. Um dos meus programas favoritos terminou com o Bruno e o Busto a cantarem a Scatman ao piano. Para recordar sempre aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=lnEPJcgXVRU

Brilhante!

Já que falas em eleições presidenciais, aproveito para deixar aqui uma dica. Existe uma petição online para alterar o hino nacional. A petição já conta com 20 assinaturas, e a musica escolhida é nada mais, nada menos que o "Pump The Jam" dos Technotronic's.

A petição está aqui:

http://www.petitiononline.com/pumpup/petition.html

E a musica aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=1K7fL5s_1ac

Abraço

Pedro Sobreiro disse...

Vou já votar! Tinha um nível do caraças... As paradas militares ao som disto deviam de ser um espectáculo digno. E as cerimónias oficiais? As entidades todas de Raybantes espelhados, t-shirts com o smile e roupas fluorescentes.

Eu quero!

"Get your boody on the floor tonight, Make my day"

Tiago Pereira disse...

"-Mas porque é que perdes-te a carreira?
- O despertador não tocou.
- Não tocou? ou tocou e desligaste-o?
- Não tocou.
- Isso termos o despertador ao pé de nós quando dormimos é um perigo, sabes? Uma pessoa sem dar por ela desliga e volta a dormir...e depois perde-se a carreira. Eu tenho o meu despertador em cima do roupeiro, quando toca tenho de me levantar da cama e subir ao roupeiro para o desligar. Fico logo desperto e não perco carreiras.
- Mas tu tens carro.
- Pois tenho, tenho mas isto mais parece uma carreira a ir buscar V. Exa. a casa!"

Bruno Aleixo - o Presidente que vai despertar os portugueses, em cima de um roupeiro! Força!

Deseconomias disse...

Pedro, tomei a liberdade de enviar o teu texto ao "Bruno Aleixo"!

Abraço
Nuno Vaz da Silva