domingo, 3 de maio de 2009

Dia 1 de Maio - Dia do Trabalhador



No dia 1 de Maio celebrou-se mais um Dia do Trabalhador e eu lamento informar-vos, estimados amigos e leitores, mas esta data não passa de um enorme contra-senso.
Sim! O dia do trabalhador é um embuste, uma coisa que está toda trocada e vocês andam enganados pelas televisões e pelas centrais sindicais e por essa malta toda e ainda bem que este blogue existe para vos abrir a pestana e fazer-vos ver a verdade.

Duvidam?

Então, pensem comigo…

No Dia do Livro, o que é que se faz? Lê-se! Fazem-se conferências, exposições, palestras com os autores, mil e uma coisas relacionadas com os livros.

No Dia do Teatro, o que é que se faz? Espectáculos, muitos e para todos os gostos. Milhares de peças são levadas à cena para honrar esta arte tão nobre.

No Dia da Mãe? Lembramos aquela que fez o favor de nos meter neste mundo, celebram-se as mães todas que existem.

No Dia da Árvore? Plantam-se muitas, muitas e promove-se o ambiente.

E por aí fora… no Dia da Criança, no Dia dos Museus, no Dia do Pai… enfim.

E o que é que se faz no Dia do Trabalhador?

DESCANSA-SE! NÃO SE FAZ NADA!

Passamos o dia a “bater charuto” e tirando aqueles que vão passear para as avenidas aos gritos de bandeirinha na mão, ninguém mais faz a ponta de um corno.

E ISTO ESTÁ ERRADO!

Mas será que ninguém tem coragem para assumir isso?

No dia do trabalhador devíamos de começar a bolir às 6 da matina e só parar quando o sol se pusesse. Devíamos passar o dia a partir piornos, a levantar panos de tijolo, na estiva, no duro, até ficarmos sem forças.

E o quê?

Nada. Nada. Só preguiça.

Isto faz-me cá uma confusão…

A minha mente não atinge…


Se não os consegues vencer... junta-te a eles!
Mas há melhor forma de passar este dia do que refastelado ao sol, na tranquilidade do meu logradouro, lendo as revistas para o público dito masculino, acabadinhas de sair?
FHM, Maxman e a segunda edição da magnífica Playboy portuguesa fizeram parte do cardápio.
Aaaaahhhh! Muito bom!
Se o Zézé Camarinha visse este seu discípulo, iria certamente ficar orgulhoso...
Estão à espera do quê? Vão trabalhar, malandros!

2 comentários:

Paulo Duarte Barbosa disse...

Sugiro também a Revista Pormenores, acabadinha de sair...

:D


www.pormenores.pt

Naza Bispo disse...

Acho,até que voce tem um pouco de razão,mas eu sou uma das pessoas que trabalha,no dia do trabalho...
Até gostaria de me juntar aos que podem ficar só descansando,mas ainda não posso...