sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Guerra e Paz (além de Tolstoi...)



O Nobel da Paz foi ontem entregue a um homem (e se eu admiro esse homem…) que ainda há dias mandou, enquanto responsável máximo pelas Forças Armadas do seu país, mais 30.000 soldados para a guerra, dispostos a matar ou morrer.

Sem entrarmos no campo dos motivos que legitimaram esse acto, que são muito discutíveis e só por eles já davam “pano para mangas”, a situação não deixa de ser irónica...

Já estou a imaginar a pergunta num concurso qualquer de cultura geral do horário nobre da televisão de um planeta perdido noutra galáxia: “Diga em que planeta, o Nobel da Paz mandou 30.000 soldados direitinhos para a guerra nos dias antes da cerimónia de entrega…”.
-
Gargalhada geral nos concorrentes e na plateia. Todos em coro: “Cenas dessas… só na Terra! Aqueles terráqueos são loucos!”.

2 comentários:

Artur Sequeira Portela disse...

Ò amigo Pedro...se fossem só os 30.000 homens enviados para a terra das papoilas...

http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=EUA-recusam-assinar-o-Tratado-de-Erradicacao-de-Minas-Terrestres.rtp&headline=20&visual=9&article=297959&tm=7

Palpita-me que ainda vais ter muitas mais desilusões com este gajo...

carlos disse...

E por força das circunstancias,la´
mais portugueses tambem.Agora ja´se
pode morrer ou ficar estropiado pa_
ra o resto da vida,porque e´um de_
ver nacional,contribuindo para a
paz e "democracia" naquelas
parcelas do mundo que pouco ou nada
tem a ver com Portugal.Ah!...mas e´
diferente porque e´so´para volunta_
rios?so´morre quem sabe ao que vai,pois
sim morrem por uma causa que nem
Moralmente nos diz respeito.No meu
tempo de tropa e do joao sobreiro,
malharam conosco em Moçambique,por
uma causa(guerra)injusta,que pelo
menos Moralmente nos tocava.Todo o
mundo estava e ca´dentro tambem,
contra.Paradoxalmente os mesmos ca´
de dentro e os la´ de fora pedem-nos(exigem) o NOSSO contributo(vi_
das)Mercenarios para SAFAR os inte_
resses deles.Parafraseando um ante_
passado meu,P...QUE OS PARIU.