segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

De dedo em riste!


Eu às vezes desconfio que ando ao contrário do resto do mundo.

Isto tudo a propósito da cena de semi-pugilato protagonizada pelo grego Katsouranis e pelo Luisão, em pleno Estádio do Bonfim, sábado passado.

Só vejo é gajos na televisão a dizerem que é uma vergonha, que o Benfica está de rastos, que não há quem pegue no balneário, que falta voz de comando, que uns estão com saudades do penteadinho do Veiga, que outros nem podem ouvir falar dele, que assim não vamos a lado nenhum…

Dizem que é um escândalo, que as penas deviam ser ultra-pesadas, que deviam de ir para trabalhos forçados no novo aeroporto.

Eu não.

Não só não acho que a cena não foi calamitosa, como acho aquilo tudo perfeitamente normal.

Esses críticos de meia tigela, treinadores de bancada e ultras em estado letárgico nunca devem ter jogado à bola, caraças.

O futebol não é para meninas e o que aconteceu foi para mim a cena mais normal do jogo, devendo até ser enaltecida porque os gestos foram típicos de jogadores que querem triunfar e querem ganhar. Senão vejamos,

Quando o grego atrasou a bola, pode ter feito o passe sem olhar mas certamente não teria como objectivo colocá-la nos pés do adversário e que adversário! Bem podia o Petit montar-se nas cavalitas do gajo para o apear que o homem corria que nem uma autêntica besta de carga, ao ponto de o deixar a pé e seguir viajem ainda mais rápido.

O Luisão, por seu lado, viu-se apertado e obrigado a esticar uma “faienca” para derrubar o “tanque” que se aproximava. Sentiu-se então no direito de pedir explicações ao colega que, no calor do jogo, não gostou e começaram a discutir.

Qual é o mal? Sim, qual é o mal?
Eu vejo aquilo bem! Mal era se andassem a assobiar para o lado como os lagartos. Esses sim que estão malíssimo! Agora nós?

Cenas destas durante os jogos profissionais devem de acontecer às dezenas e ninguém se queixa. Mas como é Portugal e como é o Benfica, armou-se logo ali um escarcéu de alta escala e parece que o mundo há-de sair à rua aos gritos em cuecas de gola alta.

Pelo amô di Deussss!

Se os homens estavam só a vibrar.

Diz o nosso orelhas que os atletas envergonharam a camisola do Benfica. Já eu sou da opinião contrária: estes homens jogaram à Benfica, com vontade e com querer, honrando a nossa garra mítica.

Processados deviam de ser inúmeros calotes que sem saberem ler nem escrever, se apanharam vestidos de vermelho e a correr na relvinha sem sequer se darem ao trabalho de suar os cueiros. Cacete!

Processada devia de ser a florzinha do Nuno Gomes quando anda lá a engonhar. Processado devida de ser o Luís Filipe quando não acerta uma marcação. Processado devia de ser o Nélson quando não consegue colocar um centro na área em 100 consecutivos.

Deixem lá a malta brigar uns com os outros…

É sinal que há sangue na guerra, embora a julgar pelo nível exibicional, deva ser sangue frio como o das serpentes…

7 comentários:

Luís Bugalhão disse...

oh ti pedro, q bem que sabe ler um post em que concordamos em absoluto!

bem, não exageremos. li nas entrelinhas que desculpas o katso pelo passe que fez. eu não.

desculpo-o pelo sangue na guelra (só quem nunca jogou à bola, a sério, mm que não federado, é que não sabe o que isso é) qd respondeu ao reparo do luisão, mas não o posso desculpar por fazer um passe daqueles para trás: estava pressionado, a equipa estava a sair, o passe tinha que ser sempre para a frente, mm que o resultado fosse o mm, ie, os choques frrites cortarem o passe. é que para trás, ao falhar o passe, pôs o petit atrás do prejuízo, amontado no adversário, sem chances de lá chegar. se fosse para a frente, o petit ia para cima de quem quer que fosse e a bola não passava do meio campo para cá. enfim...

agora qt à histeria, que isto não pode ser, que o benfas não pode fazer destas, que aonde é que isto vai parar, e etc... vão p'rós quintos do inferno, cm diria o preto de cabeça tetraédrica. eu acho que foi + ou - cm a cabeçada do zidane: foi das melhores coisas que eu vi no desporto nos últimos anos! só quem não vive o q está a fazer é que não entende aquela monada. ou então começamos a fazer cm os do hóquei no gelo, que puseram a porrada cm atracção principal, transformando a coisa num desporto sem sal (mm q os américas gostem assim).

estamos (quase) irremediavelmente afastados do título, mas voltei a ter orgulho em ser benfiquista. e espero que o orelhas não se ponha com despedimentos. é que, se forem homens, a coisa há-de resolver-se a contento dentro do balneário, e o time sai ainda mais reforçado após as pazes.

e assim é que é à benfica...

bom post ti sabi.

abraço

setespinhas disse...

Li hoje no diário desportivo espanhol "Marca" que existe já um pré-acordo entre o Benfica e Atlético de Madrid para uma permuta de atletas entre o dois clubes. O Benfica, daria ao Atlético o grego a que alude este post, recebendo em troca o Maniche (que está em processo de ruptura com os rojiblancos). A acontecer tal situação, mais uma vez fica demonstrada a grandeza e vergonha dos presidentes que têm gerido (dá-me vontade de rir) o "ZOO ENCARNADO". Com o regresso do Maniche, amigos lampiões preparem-se. O circo vai começar. Quando lhe tocar a ir jogar a Guimarães ou à Madeira, vai fingir -se lesionado, para fugir a essas longas viagens. Mas, as suas verdadeiras lesões, serão as ressacas que trará em cima do organismo, causadas pelas bebedeiras consequtivas, que vai apanhar a custa do orçamento do vosso clube na marisqueira do "Fantoche do Barbas". Já agora, o "Orelhas" que vá buscar o irmão desse animal ao Boavista, ao menos é mais fácil justicar essa contratação. Afinal, o Jorge Paneleiro, desculpem Ribeiro sempre é capaz de marcar uns golos ao Sporting. O Benfica transformou-se num manicóbio gerindo por um louco. Volta Vale de Azevedo, está perdoado.

Garraio disse...

Meus queridos amigos e demais leitores anónimos:

De meados de Setembro data um post que está lá atrás e onde se desanca, mas desanca a sério, no meu querido Fili-pão, por ter tentado dar um paposeco num sérvio de má raça que quis batê no minimi Quaresma.

Como eu defendi logo na altura, e cada vez me convenço mais disso, aquele tabefe estava mais que programado. Estávamos à rasca, tínhamos bué de lesionados e precisávamos de um tratamento de choque para recuperar a concentração e conseguir o objectivo, a qualificação para o Europeu, que, como sabemos, se veio a concretizar.

Agora, o Benfica. O Benfica está como o Portugal do Socrátes: cada vez mais enterrado e sem saída visível do atoleiro.

Não vale a pena andarmo-nos a enganar.A desorganização é de tal ordem que já andam à chapada uns com os outros. Os castigos não são medidos da mesma forma. Acho que pior, impossível.

Gabo o vosso fervor clubístico. O Outro deveria ter sipo, de imediato, deportado para terras de Vera Cruz, e estes miúdos do Benfica " só " estavam cheios de pica!! Convenhamos, né????


Com o Benfica, já faço como com o Sócrates. Mudo de canal imediatamente. Prefiro ver o Scolas à bofetada. Esse, pelo menos sabe quando dar. E a dar, é no adversário, obviamente.

John The Revelator disse...

ahaha, como os lagartos?!?!?!?!

Boa sorte para o jogo da taça da liga amanha.

Bonito disse...

Neste assunto quero destacar duas coisas:

1ª - Vi o jogo em directo e, em directo, no momento, formei a ideia que a decisão do treinador foi excepcional. Digo “no momento” porque aí, ainda não fomos influenciados pelas outras opiniões. Agora, mantenho a mesma posição!

Já tinha dito que gostava do Camacho porque, tal como o seleccionador, parece-me um bom líder. Que é o mais importante! E nesse jogo provou-o. Sem meias tintas, fez aquilo que mais convinha para “agarrar” a equipa: Sacou os dois “palhacitos” do jogo!!!

Lamentei que o Camacho não tivesse ganho esse jogo. Merecia-o!


2ª – A forma como o caso se está a desenrolar, com o tratamento desigual aos dois jogadores, parece-me hipócrita. As consequências desiguais tiveram mais a ver com o interesse, actual, em cada jogador e não com o que se passou no relvado.

Se é verdade que ambos tiveram um comportamento lamentável, julgo que o do “Cabeça de Alfinete” foi bem pior que o do Grego. E o facto de ser capitão não é atenuante, muito pelo contrário.

O Grego “apenas” reagiu ao pior comportamento que um jogador pode ter, dentro de campo, para um seu companheiro: recriminá-lo veementemente (tipo Mário Guedelha) quando este erra!

O Grego errou e “apenas” reagiu!

Quando jogava à bola, o momento em que ficava mais furioso era quando após uma falha (minha ou alheia) alguém a criticava daquela forma.

Recordo que, a jogar a médio, por diversas vezes assisti, indignadíssimo, à forma acutilante como um nosso defesa recriminava um nosso avançado quando este falhava o golo, isolado para a baliza. Ficava furioso! O que o avançado precisava, naquele momento dos companheiros, era de conforto. Ele já se auto-recriminaria o suficiente!

Os avançados foram vários. O defesa era o amigo Pélé.



Grande Abraço

Bonito Dias

Pedro Sobreiro disse...

Meu Bonito,

Gosto particularmente quando falas nas entrelinhas e não dizes tudo, tipo nomes de pessoas e assim.

Agora, o meu vizinho Mário está aqui comigo, diz que não tem internet mas como eu o chamei para vir ver, diz que quando puderes e vieres cá a Santo António, para passares na casa dele que ele tem lá uma prenda para ti.

PS: O Péle ainda não o vi, mas depois digo qualquer coisa assim que lhe contar também.

Beijinhos

Luís Bugalhão disse...

segundo as notícias daqui da tasca (setespinhas) e da imprensa d'hoje, é de crer que o katso vá c'os porcos (o que considero um erro) e o luisão se mantenha. a haver que optar, é a solução óbvia, mas não era essa que eu esperava (apesar de tudo).

qt às bocas da lagartagem, não comento. o q eles querem sei eu. tratai da vossa casinha, que a coisa tb não anda bem por lá.

o maniche, a vir, será bem recebido. é prata da casa, e apesar de ter sido vergonhosamente expulso do benfica, são águas passadas. o irmão dele até é capaz de dar jeito, não sei...

agora não concordo com o bonito. é óvio que qd se falha, o que ninguém quer sofrer é as bocas dos companheiros. mas tb é certo que o grego devia ter passado a bola para frente. mm que fosse para as couves. ele não o fez, o capitão deu-lhe nas orelhas (e bem) e ele reagiu cm se o politicamente correcto não existisse (e bem, outra vez). aquilo que os taralhocos vêem como balbúrdia na equipa, eu vejo como empenho total. posso estar enganado, mas acho que não estou...

agora vão mandar embora o katso (e mal) mas não faz mal, pq de médios estamos bem servidos (mm sem gordinhos tipo miguel 'modelo' veloso).

o benfica ainda precisa de fazer uma equipa, mas para estar ao nível dos morcões, que para o resto da maralha o que tem chega e sobra. e é aí que o que o camacho fez está certo.

de resto, siga que ainda faltam 17 jogos.

qt à taça da cerveja dinamarquesa... sou do setúbal desde sábado, por isso desejo-lhes a maior sorte do mundo.

GLORIOSO SLB 4EVER

abraço