terça-feira, 22 de janeiro de 2008

Postalinho de Portugal

(clicar para ampliar)


Vi a notícia no Público e fiquei estarrecido.

E se um extraterrestre aqui caísse e visse isto?

Será que resistiria a mandar um postalinho à sua família na galáxia “Solibatemaisum?”.

E assim nasceu a rubrica “Postalinho de Portugal”, instantes do nosso país real para todómundo enviar para a família, amigos, amantes, primos afastados e animaizinhos de estimação, quando de passagem pelo nosso país.

À venda apenas nos quiosques seleccionados.

25 cêntimos cada. 40 cêntimos o par.

Fazemos desconto aos cartões: “65 +” e “Cartão do feirante”.

5 comentários:

Luís Bugalhão disse...

lolol!

vivá iniciativa privada!
vivó liberalismo!
é o nosso (salvo seja, deles) maior banco privado! vivó nosso maior banco privado!

e não vai cá sobrecarregar o estado com subsídios de desemprego ou reformas antecipadas! sim este não é um parasita! vivó!

ou não?...

abraço

Luís Bugalhão disse...

ah... e bom dia.

e é boa, a nova label ;-)

João Bugalhão disse...

QUANTOS VELHOS VALE O PINTO? E SE FOR UMA GALINHA…

Eu acho bem meu caro Luís,
isto é que é um sistema político “à séria”. Aliás é minha opinião que o LIBRALISMO, não devia ser só para a econ´mia, deveria abranger outras áreas da Sociedade…

Além disso estas reformas (7 000Contos) deveriam estender-se a todos nós. Mas havendo uma, como diz o povo, já é melhor que nada…sempre é um princípio.
E não esqueçamos que o nosso “masgistrado-mor”, já tem duas destas, bem um bocadinho mais pequeninas (5 000 éreos cada) + Ordenado da Função…
Mas duas, até a minha mãe tem: uma de 230 e outra de 127…
Bem tudo somado lá dá 70 contitos e vivó velho…

Fazendo continhas, o nosso paulo vale 100 velhos e o nosso “coiso” 30 velhos…digam lá se isto não é justo. Além disso o c*****, ainda tem cara de novo e por isso bem o merece!

vivó sistema liberal…cada 100 velhos, valem um teixeira pinto.

Isto é que são resultados. A propósito, quantos litros de combustível se consomem em Portugal por ano?

j. buga

Garraio disse...

Olá, Olá, rapaziada y raparigada, claro!!!


Adorei o postal, tá demais, como não tenho ninguém a quem escrever tava a pensar mandar-me um a mim próprio.

Acham que o carteiro reparava?

E hoje fui, outra vez até ao rio... até aquele Sever mágico... que leva as nossa lágrimas (e algumas das nossas mijadelas) até aos mares da china ou da conchichina... sabe-se lá.

Luís Bugalhão disse...

eh ti garraio! ou então, iôô ti garraio! (esta do iôô é uma que me disseram, em pequeno e aí em Marvão, que não se deveria dizer. era um palavrão).

tu continuas agarrado á 'cover' do passeio dos cágados. mas o pessoal anda noutra, qu'é q s'há-de fazer...

eu tb ando noutra, mm aqui na taxca, mas é um'stante e já estou aí no passeio, e no sever, e na transfronteirice e assim...

só q, agora, a coisa não está p'ráí virada. vamos ver no que dá...

por mim é só dizerem quando vos dá jeito, aos marvanenses não amestrados (cm sou eu). se puder vou, se n puder aviso mas mando um postal (eventualmente mais subversivo que este que o ti sabi aqui pôs).

será que estás assim por a conversa estar um pouco insossa?

ou será que já não tens cú para remorsos?...

abraço caro raiano. e p'rós outros tb, apesar das posições politicamente correctas.

ps. ando a ler um livro extraordinário! 'the god delusion', do richard dawkins. bora, e isto é um desafio p'ró pedro, falar deste livro e do que ele diz. é p'rá marília tb, dado que é uma pessoa tolerante com a religião e com as opções de cada um, desde que elas o façam feliz. é um desfio, não uma provocação. editora casa das letras. fácil de encontrar nas livrarias e na net. boa leitura, se tiverdes coragem para tal...